Ao vivo de BH – estrada e chegada

Hoje, vocês irão presenciar nosso primeiro post ao vivo e a cores. O que eu quero dizer com isso? Bom, estou escrevendo sobre hoje e não sobre um dia de meses ou semanas atrás. Resolvemos fazer essa experiência para ver como seria a logística e a disposição para falar sobre uma viagem ao mesmo tempo em que ela acontece.

Estrada de Brasília a BH - dicas para quem gosta de viajar de carro

Escrevo de Belo Horizonte. Resolvemos, um pouco de última hora, viajar para cá depois de uma tentativa frustrada de usar milhas para ir até Fortaleza pagar a nossa dívida de visita com os parentes de lá (mais uma vez vamos ter que postergar gente, foi mal). Viemos de carro mesmo. Uns amigos  passaram por aqui recentemente e fizeram mil elogios à estrada, então pensamos que seria uma boa ideia dar uma volta de carro por essas bandas de Minas Gerais. Fizemos reserva de hotel na segunda bem cedo, o Elysio tratou de dar aquela geral no carro e, hoje de manhã, umas 5:30, partimos.

Estrada de Brasília a BH - informações

Realmente pessoal, a estrada para esses lados está muito boa, principalmente se comparamos com alguns anos atrás. Sempre gostamos de viajar de carro, fomos de Brasília para o Rio e para São Paulo diversas vezes, mas, aos poucos, nos frustramos com as condições das pistas, e já fazia bem uns 4 anos que não pisávamos na BR-040. A realidade é triste, mas não tem como ter boas estradas sem pagar pedágio, então, eu apoio!

Apesar de a pista ainda não estar totalmente duplicada, o asfalto entre Brasília e Paraopeba (MG) está bem dizer impecável, um tapete, a sinalização está ótima, até nos trechos em obra. De Paraopeba para cá, a pista é totalmente duplicada, mas o asfalto nem está tão bom assim.

plantações de eucalipto  - estrada de Brasília a BHUma observação que eu preciso fazer é sobre a paisagem desse caminho até Belo Horizonte. Galera, o que tem de plantação de eucalipto não está no gibi! que coisa de louco! Vocês sabiam que uma das piores escolhas de plantação para o Cerrado é de eucalipto?! Meu professor de geografia comentou que essa planta exige grande quantidade de água, então, ela suga toda a umidade do solo! vocês acreditam numa coisa dessas!? absurdo! vamos parar de plantar eucalipto no Cerrado, que já sofre bastante com os desmatamentos, por favor!..Ufa, precisava desabafar!

A estrada até BH

Bom, chegamos a BH às 14h30, com apenas uma parada rápida no meio do caminho. O dia ajudou bastante: estava sol e a estrada não estava cheia, como normalmente se pensaria em véspera de feriado. Contudo, nossa felicidade durou pouco, foi o tempo de nos instalarmos no hotel e tirarmos um cochilo que começou a cair o maior pé d’água! Como havíamos passado o dia à base de sanduíche, batatinha e chocolate, nossa fome aumentava a cada minuto.

Estrada e chegada a BH saindo de BrasíliaAinda sem sabermos muito bem o que fazer, saímos de carro e resolvemos passear pelo bairro (Savassi) para ver o movimento e escolher onde poderíamos comer uma boa linguicinha mineira e tomar um chopp. Como ainda estava cedo, chegamos a ir ao shopping para passar um pouco o tempo, e esperar a chuva diminuir. Fizemos um tentativa em uma rua próxima, mas sem sucesso.

Pegamos novamente o carro e passamos pelos locais que havíamos previamente visto, o único problema era que tudo ainda estava bem vazio, e queríamos sentar onde tivesse gente. O único lugar que pudemos escolher em meio à chuva e à fome foi o Bar Ideal, nem foi tããão ideal assim, mas foi o que conseguimos. Sentamos, pedimos logo dois chopps e uma porção de linguiça com mandioca frita, estava tudo bem gostoso. Aí o Elysio resolveu consultar alguns “universitários” no quesito BH, já pegamos várias dicas e esperamos poder experimentar pelo menos algumas delas nos próximos dias.

Depois dos nossos petiscos, e como a genética não perdoa, o Elysio quis um doce, e não um doce qualquer, um sorvete! Fez uma pesquisa bem básica na internet e encontrou o nome Alessa Gelato e Caffé e, como o endereço era bem próximo de onde estávamos…

Alessa sorvetes artesanais - BH

Gente, que delícia! o lugar é um charme, moderno e dá água na boca só de entrar na loja. Pedimos uma bela duma banana split, com 3 bolas de sorvete: uma de doce de leite, uma de chocolate e uma de framboesa. Claro que devoramos em um segundo, estava bom demais! Devo admitir que o Elysio tem um dom para essas escolhas de última hora, a gente sempre se dá bem.

De volta ao hotel às 20:30 e já mortos de sono, pela curta noite que tivemos antes da viagem, ainda reunimos forças para escrever esse post e cumprir nossa proposta inicial. Na verdade, fiquei sozinha nessa empreitada… rsrs… o Elysio capotou aqui do meu lado antes que eu pudesse escrever o primeiro parágrafo! Coitado, dirigiu o dia todo…

Amanhã tem mais, viu?! já adianto que vamos conhecer Inhotim, então fiquem ligados! ah! e se alguém tiver alguma dica para nos dar… será muito bem vinda!

 

Gostou? Então compartilhe...Share on Facebook0Pin on Pinterest0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on Yummly0Email this to someonePrint this page

Comentários

comentários